Eficiência Hospitalista amplia realização do huddle no Hospital São Lucas

Ferramenta fundamental para identificar problemas de fluxo e processos é garantir a segurança do paciente da Covid-19 internado

Huddle da Eficiencia Hospitalista no São Lucas (PR)
Huddle da Eficiencia Hospitalista no São Lucas (PR)

Para garantir ainda mais segurança durante a jornada do paciente da Covid-19 no Hospital São Lucas, em Cascavel (PR), a Eficiência Hospitalista – Soluções em Saúde ampliou a o funcionamento do huddle. A ferramenta, que é utilizada no início da manhã, agora também contribui para a otimização do trabalho da equipe multidisciplinar no turno da tarde. Iniciativa que faz parte do projeto de implementação do Lean na instituição.

Todos os dias às 14h, incluindo os finais de semana, representantes do Pronto-Socorro, enfermaria e UTI Covid, mais setores de apoio, se reúnem para ver se as unidades tem todos os insumos e equipamentos necessários para a assistência aos pacientes infectados.

São profissionais de diferentes áreas, como medicina, enfermagem, farmácia, hotelaria, engenharia e de gestão. Sendo que, em alguns momentos, também participam integrantes do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) e da Qualidade.

A partir das informações apresentadas, é possível monitorar o fluxo dos pacientes da Covid-19 e se está funcionando bem. Dessa forma, a ação permite antecipar os possíveis problemas para a melhor tomada de decisão, em um menor tempo.

Resolução eficaz

De acordo com a gerente de Enfermagem do São Lucas, Francielle Lidiane Assing, o trabalho confere ainda mais agilidade ao atendimento. “A programação do setor e do cuidado ao paciente ficou mais clara. Além de facilitar a comunicação entre os setores, para uma resolução mais eficaz”, afirma.

A enfermeira também afirma que essa antecipação dos possíveis riscos assistenciais, proporcionada pelo huddle, é fundamental para lidar com a alta demanda de pacientes, tanto de Covid-19 como de outras doenças. “A ferramenta permite prever com mais antecedência e já organizar o setor, principalmente quando começa a aumentar a nossa taxa de ocupação”, destaca Francielle.

A engenheira de produção e gestora de projetos da Eficiência Hospitalista, Caroline Rosso, explica que o huddle é indispensável nos projetos da empresa. “A característica multidisciplinar dessa ferramenta garante uma melhor comunicação entre as equipes, identificando falhas antes mesmo que elas ocorram. Isso representa uma maior capacidade de resposta para as ações de segurança assistencial”, relata.

Daily Huddle

Uma das maiores organizações de saúde no mundo, o Institute for Healthcare Improvement (IHI), independente e sem fins lucrativos, define o huddle como uma reunião curta, com cerca de 10 minutos ou menos, realizada em um ambiente clínico e no início de cada turno principal.

De acordo com o IHI, que há mais de 30 anos busca redefinir a assistência para otimizar a saúde e os cuidados, a ferramenta oferece às equipes uma maneira de gerenciar ativamente a qualidade e a segurança. O que inclui uma revisão de importantes trabalhos padrão, como listas de verificação, por exemplo.

Dessa forma, as reuniões garantem a manutenção das melhorias de processos. Isso porque o huddle permite que as equipes tanto olhem para trás na avaliação do desempenho, como mantenham o olhar no futuro para sinalizar preocupações de forma proativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://eficienciahospitalar.com.br/wp-content/uploads/2018/11/publicacoes.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 400px;}