Eficiência Hospitalista auxilia no trabalho realizado pela UTI Covid do Hospital Rio Maina

Trabalho do Teleintensivista acontece desde março, quando a UTI passou a funcionar no hospital de retaguarda

print do round da Eficiência Hospitalista no teleintensivistaA realidade das Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) que recebem pacientes da Covid-19 tem sido de alta demanda nos últimos meses. E no Hospital Rio Maina, localizado em Criciúma (SC), não é diferente. Criada em março, a estrutura conta com o trabalho especializado da Eficiência Hospitalista – Soluções em Saúde para garantir a qualidade e a segurança assistencial aos casos graves de coronavírus.

Desde a abertura da UTI Covid do Rio Maina, a empresa passou a atuar em uma nova parceria com o Instituto Harmone, responsável pelo gerenciamento do hospital. Trata-se de uma segunda consultoria remota para auxiliar tanto no diagnóstico como no tratamento dos pacientes internados nos dez leitos disponíveis da UTI.

>> Saiba mais sobre o nosso projeto no Hospital Rio Maina

O projeto conta com duas frentes, que são o Teleintensivista e, recentemente, um treinamento para a equipe multiprofissional da unidade. Vamos entender melhor!

Teleintensivista

O trabalho de telemedicina voltado à equipe de intensivistas iniciou no dia 11 de março, com mais de 170 casos discutidos até agora. São rounds de segunda à sexta-feira, com duração de cerca de uma hora. Neste período, o médico consultor da Eficiência Hospitalista, Diego Nunes Leite, auxilia os profissionais na otimização do plano terapêutico dos pacientes infectados pelo vírus SARS-CoV-2.

Diego é especializado em Terapia Intensiva e afirma que a modalidade on-line vem ao encontro da atual situação da saúde. “O recurso da telemedicina tem sido cada vez mais utilizado, além do que nos permite essa habilidade de usar a ferramenta virtual para transmissão de conhecimento de diferentes profissionais”, reforça.

teleintensivista da Eficiência Hospitalista também teve capacitaçãoCapacitação

Mas não é só isso. Além das discussões de casos, foram realizadas as gravações em vídeo de quatro aulas. Nelas, o médico Diego compartilha informações que vão contribuir para o trabalho na UTI específica para Covid-19. Dessa forma, trata-se de um treinamento 100% virtual, criado a partir das necessidades apresentadas pelos profissionais.

De acordo com Diego, em primeiro lugar foi feito o mapeamento dos temas mais importantes destacados pela equipe. Em seguida, foi elaborado o roteiro das atividades para colocar em prática a capacitação.

Os temas apresentados foram:

  • Interação Medicamentosa;
  • Protocolo de Prevenção de Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica;
  • Uso de EPIs/Diagnóstico/Pesquisa Viral/Manejo de paciente crítico COVID-19;
  • Atendimento a PCR na UTI.

“Vimos uma excelente adesão dos participantes, além de uma maturidade e comprometimento do primeiro ao último treinamento. Pois havia o entendimento da importância dos assuntos e da aplicação do conteúdo para dentro da UTI”, afirma o consultor da Eficiência Hospitalista.

A farmacêutica que atua na unidade, Mônica da Silva Ramos, foi uma das participantes das capacitações e ficou muito feliz com as apresentações. “Como farmacêutica, concordo com a importância desse trabalho e sei o quanto precisamos ajustar as atividades entre os diferentes profissionais, para conseguir chegar na assistência da melhor forma possível”, ressalta.

Aprendizagem

Para o médico João Pedro Ferri Medeiros, o Teleintensivista tem sido um grande aprendizado, pois a sua atuação estava focada na enfermaria do Rio Maina. Mas, com a abertura da UTI, ele passou a fazer parte da equipe voltada aos cuidados intensivos.

“Está sendo uma experiência excelente, pois temos a paciência da explicação do Dr. Diego e não temos as nossas condutas boicotadas, pois as ações terapêuticas são sugeridas a não impostas. Mas as seguimos com toda a certeza, pois temos o apoio de profissionais com uma expertise muito grande”, relata.

Ele ainda ressalta que o apoio remoto à UTI o fez crescer como profissional. De acordo com João, “o Teleintensivista tem me ensinado muito e tive uma evolução enorme. Apesar de ser apenas uma hora por dia, dá para se aprender muita coisa não apenas na prática médica, mas na troca de experiências de vida”.

Acompanhe as nossas redes sociais para ter acesso aos vídeos de treinamento, que vamos disponibilizar ao longo do mês de maio!
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://eficienciahospitalar.com.br/wp-content/uploads/2018/11/publicacoes.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 400px;}