Escritórios de Gestão de Altas já são realidade em quatro hospitais da rede pública do Espírito Santo

Projeto da Eficiência Hospitalista em parceria com o governo do Estado inicia as atividades dessa ferramenta fundamental de Governança Clínica

Escritórios de Gestão de Altas no HMSA
André Wajner conferiu de perto o Escritório de Gestão de Altas no HMSA

O CEO da Eficiência Hospitalista – Soluções em Saúde, André Wajner, participou do início oficial da implementação dos Escritórios de Gestão de Altas (EGAs), no Espírito Santo. Nesta quarta-feira (14), ele esteve no Hospital e Maternidade Silvio Avidos (HMSA), em Colatina, localizado em um dos principais municípios do interior estado. Ele é uma das quatro instituições da rede pública estadual que foram contempladas com o projeto.

A iniciativa é uma parceria da empresa com o governo capixaba e também vai acontecer no Hospital Estadual Dório Silva (HEDDS), Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória (HINSG) e Hospital de Atenção Clínica (HEAC).

>> Saiba mais sobre o projeto aqui! 
Escritórios de Gestão de Altas no HMSA
Reunião da Eficiência Hospitalista com gestores do HMSA

 

Pela manhã, Wajner visitou o local onde funciona o Escritório de Gestão de Altas do HMSA e conferiu de perto o andamento dos trabalhos. Além disso, ele conversou com os profissionais que integram a equipe, acompanhado da enfermeira consultora do projeto, Flávia Luchi.

Em seguida, André Wajner esteve reunido com o diretor técnico do hospital, Cléber Maia Filho, o médico hospitalista Eduardo Toffoli Pandini e também o enfermeiro hospitalista Luis de Souza Poncio.

Na oportunidade, foram discutidas questões relacionadas ao alinhamento das atividades relacionadas ao projeto.

Escritórios de Gestão de Altas no HEDDS
Apresentação do projeto para o HEDDS
Estratégia de desospitalização eficiente

Na parte da tarde, o CEO da Eficiência Hospitalista apresentou todos os detalhes sobre o trabalho, em uma palestra voltada aos gestores e profissionais do HMSA envolvidos. Ele ressaltou os objetivos dos Escritórios de Gestão de Altas, uma solução focada na melhoria dos fluxos, na diminuição do tempo de internação hospitalar, no aumento do giro de leito e na qualidade assistencial.

De acordo com o médico, o EGA é uma ferramenta fundamental para a desospitalização eficiente. “O projeto representa uma mudança cultural dentro dos hospitais. Isso porque os profissionais passam a ter dedicação exclusiva para o monitoramento de indicadores assistenciais, com auxílio de protocolos clínicos e o redesenho de fluxos para uma alta hospitalar mais rápida, sempre com segurança para paciente”, afirma.

Escritórios de Gestão de Altas no HEAC
Apresentação do EGA no HEAC

A iniciativa até então só tinha sido realizada no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Porto Alegre (RS). Um trabalho idealizado por André Wajner, então coordenador da unidade. O hospital integra o Grupo Hospitalar Conceição (GHC), maior rede pública de hospitais do Sul do país, com atendimento 100% SUS.

Em apenas um ano de atividades do projeto, os resultados obtidos chamaram a atenção. Somente na Medicina Interna, com aproximadamente 160 leitos e considerado o maior serviço médico do HNSC, foram cerca de mil internações a mais em comparação com o mesmo período do ano anterior. O que representou um aumento de 25% do número de admissões hospitalares.

Escritórios de Gestão de Altas no HINSG
André Wajner com direção do HINSG
Potencial transformador

O enfermeiro hospitalista Luis Poncio é um dos profissionais que atua no EGA Silvio Avidos. Com mais de 10 anos de profissão, ele revela que sempre trabalhou na iniciativa privada. Entretanto, participar de um movimento de melhoria na saúde pública estadual é gratificante.

“O pioneirismo do Espírito Santo na implementação do modelo de Medicina Hospitalar, bem como a exclusividade da formação como enfermeiro hospitalista, foi o que me motivou a ingressar nesse desafio”, diz.

Escritórios de Gestão de Altas no HINSG
Equipe do HINSG

Luis conta que viu na proposta de implantação dos Escritórios de Gestão de Altas uma nova oportunidade de aperfeiçoamento. Somado ao engajamento do time para que todos se tornem agentes de uma importante mudança. “Acredito no potencial transformador do programa para com toda a saúde pública do estado, colocando a rede hospitalar como protagonista também na atenção primária”, destaca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://eficienciahospitalar.com.br/wp-content/uploads/2018/11/publicacoes.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 400px;}