Projeto inédito da Eficiência Hospitalista quer otimizar os leitos da rede pública de saúde do Espírito Santo

Parceria com a Secretaria de Saúde vai atuar junto aos núcleos de regulação de leitos dos hospitais do Estado

Para otimizar os leitos hospitalares da rede pública estadual do Espírito Santo, um projeto inédito está sendo implementado pela Eficiência Hospitalista – Soluções em Saúde. Trata-se de uma parceria entre a empresa, a Secretaria Estadual de Saúde, por meio do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

A capacitação para cerca de 50 profissionais da saúde, realizada de 25 a 27 de setembro, no município de Serra, deu início aos trabalhos. Na oportunidade, o auditório do Hospital Dr. Jayme Santos Neves reuniu médicos supervisores, enfermeiros, gestores e servidores estaduais ligados aos Núcleos Internos de Regulação (NIRs) dos 12 hospitais estaduais.

>> Saiba o que é e como funciona a Gestão de Leitos com Núcleo Interno de Regulação (NIR)

De acordo com o consultor da Eficiência Hospitalista, o médico Vinícius Sabedot Soares, serão executadas atividades teóricas e práticas. Elas tem como base as premissas para constituição dos Núcleos Internos de Regulação (NIRs) nas instituições, assim como a adequação dos já existentes. “Os núcleos de regulação buscam fazer a gestão da capacidade instalada hospitalar, com foco no uso mais adequado nos leitos de internação, levando à otimização das vagas disponíveis”, afirma.

Vinícius foi consultor na elaboração do manual do NIR do Ministério da Saúde. Ele explica que, ao longo do projeto, estão na pauta mais dois encontros. Dessa forma será possível avaliar e aprimorar o que está sendo colocado em prática.

Enfrentamento à COVID-19

Além disso, Vinícius afirma que a capacitação é uma estratégia para o enfrentamento da Covid-19, uma vez que a  pandemia agrava a situação da falta de leitos. “Vimos o aumento da necessidade de leitos de internação na pandemia mas sempre lembrando que a alta demanda e a baixa oferta é uma constante no país. Sendo assim, esse é um tema muito importante para abordar em termos de gestão da rede hospitalar municipal e estadual”, reforça.

Capacitação multidisciplinar

O encontro contou ainda com a participação da engenheira de produção, Caroline Rosso e da enfermeira Flávia Luchi. Ambas são profissionais da equipe da Eficiência Hospitalista. Elas mostraram aos presentes as diferentes ferramentas de gestão clínica e de capacidade instalada, referentes à qualidade e segurança no ingresso e saída dos pacientes desses leitos, bem como a continuidade do tratamento dentro da rede de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://eficienciahospitalar.com.br/wp-content/uploads/2018/11/publicacoes.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 400px;}